sábado, 26 de junho de 2010

"Zionist Israel: What the world should know "

Livros, personagens e recordações de infância - "Mary Poppins"



"Trespasse"


Quem tiver sonhos, guarde-os bem fechados
— com naftalina — num baú inútil.
Por mim abdico desses vãos cuidados.
Deixai-me ser liricamente fútil!

Estou resolvido. Vou abrir falência.
(Bandeira rubra desfraldada ao vento:
"Hoje, leilão!") Liquida-se a existência
— por retirada para o esquecimento ...

Daniel Filipe

Curiosidades da língua portuguesa - "Ver Braga por um canudo"

Ver Braga por um canudo

Significado: Não alcançar o que se deseja, querer algo e não o conseguir, ver frustradas as expectativas, ficar logrado, enganado, ludibriado.

Origem:
Braga foi (é) cidade de grande nomeada, sede de arcebispado, com importância reconhecida em todo o país. É natural, pois que ir a Braga, estar em Braga, pertencer à cidade de Braga, fosse almejado pelas pessoas em geral que conheciam a fama da cidade.

Canudo é termo que designa o óculo de alcance que permite ver algo que está a uma grande distância. Quando se vê algo por um canudo significa que não se está ao pé, que isso está longe, fisicamente inacessível.

Assim, Braga, com o valor metafórico de algo de muito bom, cobiçado, desejado, surge como inalcançável, e de uma forma ainda mais frustrante, porque se sabe que existe, se vê de longe, havendo a percepção da existência, mas não a posse.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Livro Recomendado - "Ó"


"Go South Africa!"

Go South Africa! from Sir Moving Images on Vimeo.

"Flower Pots"

Flowerpots from Crictor on Vimeo.

World Press Photo - 1992 - James Nachtwey


Foto de James Nachtwey

Petição - "Petição Contra o Encerramento da Biblioteca Nacional"

No passado dia 8 de Junho de 2010 a direcção da Biblioteca Nacional de Portugal [BNP] anunciou que os serviços de Leitura Geral da Biblioteca encerrarão durante dez meses (de 15-11-2010 a 01-09-2011) e os Reservados durante cinco meses (01-04-2011 a 01-09-2011). Como cidadãos e utilizadores da BNP, embora conscientes das inequívocas vantagens inerentes à ampliação do edifício de depósitos da biblioteca, consideramos o planeamento dos trabalhos estipulado inaceitável e solicitamos que seja repensado.

O encerramento durante quase um ano de uma instituição que detém colecções sem alternativas (Secção de Reservados, espólios do Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea, Secção de Periódicos por exemplo) é incompatível com o prosseguimento da actividade científica de largas dezenas de estudantes e investigadores que necessitam desse material.

A indisponibilização dos acervos da BNP comprometerá a viabilização de projectos em curso, muitos deles com financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior ou de outras instituições, e porá em causa o cumprimento de calendários e compromissos académicos estabelecidos. O encerramento de uma instituição como a Biblioteca Nacional teria, no mínimo, que ser publicamente comunicado com um ano de antecedência para que as várias partes envolvidas (universidades, instituições de financiamento, estudantes, investigadores) pudessem planear o seu trabalho em função desses dados. É inadmissível que uma determinação deste género seja comunicada apenas com cinco meses de antecedência.

Por outro lado, acreditamos que seja possível levar a cabo os trabalhos de transferência dos fundos de forma faseada, de modo a evitar um encerramento integral tão longo. Independentemente de existirem outras bibliotecas com Depósito Legal, é do conhecimento geral que para uma parte substancial do acervo bibliográfico e documental da BNP não existem alternativas nem em Lisboa nem em nenhuma outra biblioteca ou arquivo do país. Pelo que é absolutamente incompreensível que se proponha que este acervo único permaneça inacessível durante 10 meses.

Solicitamos pois que se proceda a uma reconsideração do plano de transferência, no sentido de:
1) se atrasar o encerramento da BNP para depois de Junho de 2011, para dar um mínimo de um ano de antecedência ao anúncio
2) fasear os trabalhos de modo a reduzir o tempo de encerramento integral dos referidos núcleos da BNP.

Assinem!

domingo, 20 de junho de 2010

Grandes actrizes - Deborah Kerr











Cinema - Clássicos - "Viagem a Itália"





Realização de Roberto Rossellini (1954)

Download:
FLVMP43GP

"Le Petit Prince" - 5 e 6



Assim vai a Europa: Euro



Nigel Farage is back in the European parliament

Livro Recomendado - "Comunismo e Nacionalismo em Portugal"

"Como doem as árvores"



Como doem as árvores
Quando vem a Primavera
E os amigos que ainda estão de pé

de Explicação das Árvores e de Outros Animais (1998)

Daniel Faria

sexta-feira, 18 de junho de 2010

2010 - Bi-centenário de Chopin - 32

Portugal é possível - Maria Augusta Casaca e João Félix Pereira


Reportagem «Silêncio dos Dias» recebe prémio «Direitos Humanos & Integração»

"Support the forests during the 2010 World Cup"

"Esperanza"


Navio da Greenpeace inicia expedição para documentar operações de pesca no Oceano Árctico

José Saramago


Não era escritor das minhas preferências. Deixou, contudo, uma obra vasta e controversa.

Foi Prémio Nobel em 1998.

O seu principal mérito foi, a meu ver, a importante divulgação da literatura portuguesa no mundo.

Morreu hoje aos 87 anos de idade.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Alfredo Marceneiro 1

"Le Petit Prince" - 3 e 4



"Bloody Sunday" - 2

David Cameron on Bloody Sunday: 'I am deeply sorry'

PSD: Objectivo - China

Sindicatos rejeitam flexibilização das leis laborais

Os Sindicatos portugueses estão contra o objectivo do PSD de tornar Portugal a "China" europeia. Ainda bem. A proposta desse extraordinário político que é Passos Coelho de flexibilizar "transitoriamente" as leis laborais em Portugal é rejeitada. Com o patronato que Portugal tem e com as ideias de Passos Coelho o "transitório" é, sem dúvida, definitivo.

"Bloody Sunday" - 1

L’enquête sur le Bloody Sunday : ruineuse et inutile

"A preta do acarajé"

terça-feira, 15 de junho de 2010

"The Door"

As Tribos do Rio OMO - 5

"Com lento amor"


Com lento amor olhava os dispersos
Tons da tarde. A ela comprazia
Perder-se na complexa melodia
Ou na curiosa vida dos versos.

Não o rubro elemental mas os cinzentos
Fiaram seu destino delicado,
Feito a discriminar e exercitado
Na vacilação e nos matizes.

Sem se atrever a andar neste perplexo
Labirinto, olhava lá de fora
As formas, o tumulto e a carreira,

Como aquela outra dama do espelho.
Deuses que habitam para lá do rogo
Abandonaram-na a esse tigre, o Fogo.

Jorge Luis Borges

Dossier África - "Missionaries of Hate: Vanguard"

Festroia 2010

"Tell the G8 to give hands-on support for mothers and children living in poverty "

Overview
The facts are shocking: Every year more than 300,000 women die in pregnancy and childbirth; 3.6 million children die within their first month of life and 5.2 million more die before they reach 5 years of age.

On 25 June, G8 leaders will meet to sign onto a new maternal and child health initiative. ONE is asking for a commitment to train and support 3.5 million additional healthcare workers in countries where they are needed most.

Dear Stephen Harper, Prime Minister of Canada
As part of a comprehensive plan to save mothers, infants and children, please ensure the G8 commits to training an additional 3.5 million healthcare workers by 2015 at the upcoming G8 meeting in Canada.

Assinem!