terça-feira, 15 de janeiro de 2013

"Cuidados de saúde - Racionalizar ou racionar?

O Entre as brumas da memória publicou um texto de Isabel do Carmo fundamental para perceber esta "coisa" dos medicamentos "racionados" (ou não?):

A reflexão sobre a racionalização da medicação e dos meios auxiliares de diagnóstico na saúde deverá ser feita separando as águas de duas motivações de origem diferente. De um lado estão as motivações economicistas enquadradas na pressão para que se gaste menos no sector da Saúde integrada em serviços públicos. Com outra origem está a necessidade de racionalização para que o espírito do consumismo não domine também os comportamentos nos cuidados de Saúde e o mercado não esteja à mercê da pressão da indústria farmacêutica, que pode levar a gastar mais e mais caro.

Na íntegra aqui.
Enviar um comentário