segunda-feira, 30 de novembro de 2015

30 de Novembro de 1935: Morre, em Lisboa, o poeta português Fernando Pessoa


Não sou nada
Nunca serei nada
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


Álvaro de Campos
in: A Tabacaria





Fado de Pessoa
cantado por Ana Moura
Letra e Música: João Pedro Pais

Enviar um comentário