domingo, 21 de agosto de 2016

Jogos Olímpicos 2016 - Participação portuguesa excecional


A participação portuguesa nos Jogos Olímpicos foi, na minha opinião, excecional.

Uma medalha de bronze, 10 diplomas e a participação em 7 finais após eliminatórias.

Resultados:

Ciclismo – Estrada – 10º lugar – Rui Costa

Ciclismo - Contra-Relógio – 7º lugar – Nelson Oliveira

Judo - – 57 kg – 3º lugar (medalha de bronze) – Telma Monteiro

Canoagem - Slalom C1 Masculino – 9º lugar – José Carvalho

Ténis de Mesa - Singulares Masculinos – 5º lugar – Marcos Freitas

Atletismo - Maratona Feminina – 16º lugar – Dulce Félix

Atletismo - Triplo Salto Feminino – 6º lugar - Patrícia Mamona (final)

Atletismo - Triplo Salto Feminino – 9º lugar – Susana Costa (final)

Atletismo - Triplo Salto Masculino – 6º lugar – Nelson Évora (final)

Canoagem - K1 1000m Masculinos – 5º lugar – Fernando Pimenta (final)

Canoagem - K2 1000m Masculinos – 4º lugar – Emanuel Silva e João Ribeiro (final)

Triatlo – Masculino – 5º lugar – João Pereira

Atletismo - 20km Marcha Feminina – 6º lugar – Ana Cabecinha

Canoagem - K4 1000m Masculinos – 6º lugar - David Fernandes, Emanuel Silva, Fernando Pimenta, João Ribeiro (final)

Futebol masculino – quartos de final

Equestre - Salto de Obstáculo – 9º lugar – Luciana Diniz (final)

Há quem diga, como sempre, que é pouco. Por mim, considero todos os atletas verdadeiros heróis tendo em conta a realidade nacional:

- Não existe uma política de desporto escolar; mais, a Educação Física nas escolas é de péssima qualidade - poucas horas por semana, falta de ginásios, professores a recibos verdes, etc..

- Durante os 4 anos precedentes aos jogos, os media (todos) só se preocupam com o futebol (a não ser quando algum destes heróis é campeão de alguma coisa). Veja-se o que se passa com as transmissões televisivas das restantes modalidades.

- A maior parte destes atletas são amadores, com vidas profissionais ativas, com poucos patrocínios e apoio do estado que fazem sacrifícios imensos para praticarem desporto de alto nível.

- Até no tal futebol, o selecionador teve enormes dificuldades em constituir uma equipa ao nível de quem é campeão europeu.

Caso nada seja mudado, daqui a 4 anos a conversa vai ser a mesma.
Enviar um comentário