domingo, 24 de janeiro de 2016

O meu candidato não passou à 2ª volta. Estou triste.


O meu candidato não passou à 2ª volta. Estou triste.

Mas não quero deixar de deixar aqui a minha opinião sobre estas eleições:

Em 1º lugar dizer que a abstenção de 49% envergonha a democracia mais uma vez. Não sendo o voto obrigatório e, portanto, o não voto um direito, não quero deixar de dizer que quem não exerce o seu dever de voto não é um cidadão completo.

Em 2º lugar dizer que o meu candidato, Sampaio da Nóvoa, teve uma prestação relevante e muito importante para a mudança de paradigma relativamente ao cargo de Presidente da República; está demonstrado que é possível um cidadão independente vir a ser Presidente. Espero ver esse dia com um bom candidato. Foi uma honra ter sido voluntária nesta candidatura.

Em 3º lugar. uma palavra para a minha querida Marisa Matias: uma mulher de combate e de causas; demonstrou que ser jovem, credível, honesta e frontal são qualidades a que os portugueses são sensíveis. Continua Marisa.

Em 4º lugar, não posso deixar de falar de Maria de Belém e Edgar Silva: o PCP tem que repensar a sua estratégia autista que põe à frente dos interesses do país os interesses do partido; Maria de Belém é a prova de que o cheiro a bafio não agrada aos cidadãos, nem tão pouco as manobras partidárias de bastidores.

Em 5º lugar, dou os parabéns a Marcelo Rebelo de Sousa: espero que me venha a cortar o cabelo e a engraxar os meus sapatos.

Finalmente, bye bye Cavaco: uma grande alegria partilhada, tenho a certeza, por milhões de portugueses.
Enviar um comentário